E se ocorrer um acidente de carro?!

Ninguém sai de casa pensando que poderá sofrer algum acidente de carro, mas infelizmente isso pode acontecer. É sempre chato e se não estamos no nosso país, isso pode ser ainda pior, pois não sabemos como proceder, não é mesmo?

Em primeiro lugar, o mais importante é garantir que o local do acidente fique bem sinalizado, garantindo assim segurança para si e para os outros. Com esse ntuito, devemos vestir o colete refletor e assinalar o local do acidente, colocando o triângulo a cerca de 30 metros.

Caso haja feridos, devemos ligar imediatamente para as autoridades competentes (PSP ou GNR). É importante desligue o motor imediatamente, e caso exista risco de incêndio ou derrame de óleo ou combustível, é preciso ligar imediatamente para os bombeiros ou polícia.

Os passos seguintes estão relacionados com as questões do seguro automóvel. Se os participantes decidirem fazer uma declaração amigável, é importante que a preencham corretamente, segundo informação do Instituto de Seguros de Portugal. No local do acidente devem recolher os elementos de identificação dos condutores, veículos e seguros (nome do segurador e o número da apólice, que podem ser encontrados num selo que deverá estar colocado no vidro da viatura). Cada condutor deve ficar com um exemplar para entregar ao seu segurador.

Se houver testemunhas, estas devem ser identificadas, bem como a morada e o telefone. Se possível, fotografe o local do acidente, os veículos e os danos.

Caso os condutores não cheguem a acordo, cada um deve preencher e assinar o seu próprio formulário de Declaração Amigável e entregá-lo ao segurador do outro veículo. Nestes casos, é ainda mais importante juntar fotografias dos danos e do local do acidente. Se não existir acordo sobre o modo como ocorreu o acidente ou se houver danos pessoais deve-se solicitar a presença da polícia.

Se nenhum dos condutores tiver uma folha de declaração, descreva, numa folha em branco, como ocorreu o acidente e os danos que resultaram. Este documento deve ser assinado pelos intervenientes. Não se esqueça de anotar os dados dos condutores, dos veículos e os números das apólices.

Sabidos todos os procedimentos, acho que ficamos mais tranquilos (ou menos desesperados, nao é mesmo?)

Espero que nunca precisem, mas não deixa de ser uma informação útil todo esse conhecimento.

Anúncios

Supermercados e Superofertas

Portugal tem alguns bons supermercados. São grandes e possuem boas ofertas. É sempre bom ficar de olho e eleger dois ou três que possam ser constantemente consultados.

Lidl, Continente, Pingo Doce, Intermarché, Minipreço e Jumbo são algumas das mais populares.

Segundo o estudo da Deco Proteste,o Jumbo possui o título de cadeia de supermercado mais barato de Portugal.

Eu particularmente vou muito ao SuperCor, do el Corte Inglês, pela proximidade da minha casa. Nao é propriamente um supermercado barato, mas para comprar miudezas não deixa nada a desejar. Eu diria que se assemelha ao Zona Sul, do Rio de Janeiro.

Para os atacadistas, a melhor opçao é o Makro. Já fomos pra fazer compras para festas de aniversário e vale a pena para bebidas e grandes quantidades de itens em geral. Se não tens um restaurante, ou deseja comprar em grandes quantidades, não vale o esforço. Ah, e sim, tem q ter uma conta jurídica (empresa) para efetivar o cadastro prévio.

Já fomos algumas vezes no E.Leclerc também. Aliás, é ali que quase sempre abastacemos o carro de gasolina. Melhor preço!

Em Portugal, a Sonae (que detém a Modelo Continente) é quem lideram o mercado com 21% de quota (já após a compra do Carrefour), seguindo-se a Jerónimo Martins (dona do Pingo Doce e Feira Nova), com 16% (contando já com a cadeia Plus).

Ainda entre os cinco maiores está o grupo Os Mosqueteiros (que detém o Intermarché), com 11%, o grupo Auchan (dono do Jumbo) com 8% e finalmente a cadeia Minipreço, cuja quota ascende a 5%.

Outros que eu particularmente nunca fui: Spar, Meu Super, Pão de Açúcar e Brio

Cartões de fidelização

A maioria das redes dispõe desse recurso. Você pontua ali todas as suas compras e vai acumulando valores que te darão descontos nas próximas compras. Vale a pena fazer esses cartões fidalidade para todos, afinal não há custo e não se perde nada. Dica essa que se extende às demais grandes lojas, não somente aos supermercados.

Marcas brancas

A maioria das grandes marcas de supermercados em Portugal comercializam seus próprios produtos, são as chamadas marcas brancas. Os valores são sempre mais baratos que as outras marcas e os produtos oferecidos costumam ser de excelente qualidade. Eu particularmente tenho já os meus queridinhos nesse quesito. É o iogurte do Pingo Doce, a batata do Continente, e por aí vai. Além se serem de verdade os que eu mais gosto, fico feliz por pagar menos por eles do que pagaria por uma marca renomada.

Sacolas de compras

Aqui em Portugal cada pessoa leva suas sacolas reforçadas para colocar suas compras. Os supermercados vendem as sacolinhas plásticas por um pequeno preço, mas não é comum os consumidores utilizarem. É muito comum por aqui as pessoas andarem com sacolas de lona na bolsa ou no carro para a hora das compras ou até mesmo carregarem nas mãos seus itens quando compram poucas coisas. É uma questão ecológica e quando acostuma-se dessa forma, trata-se de um costume bastante válido.

Dito tudo isso tudo, já podemos ir às compras! Sempre de olho nos encartes de promoções porque sempre valem a pena.

Intervalo no cinema

Nunca fui uma frequentadora assídua de cinema, mas como ainda não encontrei muitas peças de teatro (adulto e infantil) que me despertassem o interesse, confesso que tenho melhorado esse meu ´rating´ pela sétima arte desde que viemos para Portugal.

Acaba por ser uma boa opção quando o tempo está chuvoso e as miúdas estão incontroláveis pedindo por alguma atividade fora de casa.

Vocês já foram ao cinema aqui em Portugal?

Caso ainda não tenham ido, vou alertá-los para algo bastante inusitado que acontece em todas as salas de cinema de Portugal:

Mais ou menos na metade da reprodução do filme, estando o filme no auge ou não, e de forma inesperada, simplesmente a tela fica preta, as luzes se acendem e vem a mensagem: INTERVALO

A partir daí, você tem 10/15 minutinhos para esticar as pernas, ir a casa de banho, comprar pipoca ou alguma guloseima ou até mesmo fumar um cigarrinho fora da sala (sim, as pessoas ainda fumam muito por aqui)

Se você pensou “como assim?”, toca aqui, estamos juntos.

Nós ainda não nos acostumamos com esse corte tão repentino. Nunca queremos fazer nada e ficamos somente a esperar que a sessao recomece… humpf!

E vcs? O que acham? Gostam?

Pé de gesso???

Essa eu acho que poucos sabem, heim! E se você é brasileiro e está a viver em Portugal há pouco tempo, com certeza já foi vítima de brincadeiras do tipo:

“Olha aquele com pé de gesso”
ou
“Coitado, partiu os pés”
Se não o fizeram na sua frente, saiba que estão a caçoar nas tuas costas… rsrs
A meia branca, ao contrário do Brasil, é abominada aqui em Portugal. Acredito que no Rio de Janeiro principalmente, devido ao calor, torna difícil o uso de meias pretas ou com um tom acima do cinza claro.
Mas aqui a banda toca diferente…
A explicação que os portugueses me deram é que usar meias brancas é uma característica do estilo “bimbo” de ser. Opa! Vamos aprender mais um termo lusitano??
O termo bimbo significa «provinciano, rústico, ingénuo; indivíduo parvo, tolo» e em gíria militar significa «recruta que vem do interior do país» (cf. Dicionário Houaiss). Ou seja, pode-se afirmar que bimbo sempre teve uma conotação pejorativa.
Basicamente, todos aqueles que usam meias brancas são péssimos em moda.
É uma unanimidade por aqui: As meias brancas são feias.
Não se usam meias brancas; todas os portugueses sabem disso e pronto!

Calendário escolar 2018-2019

Essa semana (finalmente) começou o ano letivo da marioria das escolas de Portugal. Se você é pai, me dá mão e me abraça! É muita emoção, não é?

Enquanto me recupero do trauma de 3 meses de férias escolares, vou tentando me organizar com os novos horários.

No nosso caso, temos uma míuda a mudar de escola e a outra a mudar de turno. É uma ginástica no horário visto que temos que conjugar terapias, atividades extra-curriculares e o nosso horário de trabalho. Não é fácil! Espreme daqui, aperta dali… no fim, o elefante há de caber no fusquinha!

A parte boa é que já temos o calendário em mãos e podemos programar as futuras viagens! Iupiiii!!!!

1o periodo – De 12 de Setembro a 14 de Dezembro

2o período – De 03 de Janeiro a 05 de Abril

3o período – De 23 de Abril a 21 de Junho

Interrupções letivas:

Natal – De 17 de Dezembro a 02 de Janeiro

Carnaval – 04, 05 e 06 de Março

Páscoa – De 8 de Abril a 22 de Abril

 

E que venham as aulas!

E que sobretudo, que os miúdos sejam muito felizes nessa nova empreitada.

Bacalhôa Buddha Eden

Esse é um dos passeios que eu sempre indico para quem vem a Portugal e já conhece os principais pontos turísticos.

Se tens um dia livre, não deixe de visitar o maior jardim oriental da Europa, o Bacalhôa Buddha Eden, na Quinta dos Loridos em Bombarral.

Com cerca de 35 hectares, o jardim foi criado em protesto contra a destruição dos Budas Gigantes de Bamyan, naquele que foi um dos maiores actos de barbárie cultural, apagando da memória obras-primas do período tardio da Arte de Gandhara.

A estimativa é que foram usadas mais de 6 mil toneladas de mármore e granito na construçao de budas, pagodes, estátuas de terracota e várias esculturas cuidadosamente colocadas entre a vegetação.

Os Buddha dourados dão as boas-vindas aos visitantes a partir do alto da escadaria central do jardim principal.

No lago central é possível observar os peixes KOI, e dragões esculpidos que se erguem da água. Terá ainda a oportunidade de observar os cerca de 600 soldados de terracota pintados à mão, cada um deles único, encontrando-se alguns enterrados, tal como há 2.200 anos.

O jardim de Escultura Moderna e Contemporânea é um espaço tranquilo para apreciar arte moderna. Algumas peças selecionadas da Coleção Berardo encontram-se espalhadas pelo jardim. Esta galeria em espaço aberto possui obras que são regularmente substituídas, proporcionando ao visitante experiências novas e interessantesa cada visita.

O jardim de arte de Esculturas Africanas é dedicado ao povo Shona do Zimbabué, que há mais de mil anos esculpe pedra à mão transformando-a em obras de arte. O povo Shona acredita em espíritos ancestrais conhecidos como “Vadzimu”. As suas esculturas demonstram a união entre estes dois mundos, o físico e o espiritual. Estes incríveis escultores de pedra mantêm a crença de que cada pedra tem um espírito vivo, que influencia aquilo em que ela se virá a tornar. O trabalho do artista é “libertar o espírito da pedra”. Existem mais de 200 esculturas dispostas sob a sombra de 1000 palmeiras.

O Jardim, a loja e o restaurante estão abertos todos os dias , com exceção do dia 1 de Janeiro e 25 de Dezembro.

O horário de funcionamento é de 09.00 às 18.00, sendo que o portão de entrada e o restaurante fecha às 17:30.

O ingresso custa 5€ e o comboio, pago a parte, custa 4€. Crianças até 12 anos, não pagam.

Eu fiquei muito impressionada com a beleza desse lugar. Vale a pena conhecer!

mapa-loridos-final10-co_pia

Ônibus Hop-on Hop-off

As principais cidades turísticas pelo mundo afora contam com esse Serviço e eu super recomendo. É uma maneira muito conveniente de passear pelos principais pontos turísticos daquele local.

Há três empresas de ônibus hop-on hop-off em Lisboa:

  • Yellow Bus Official Sightseeing Tours – Carristur (da Carris, empresa de transporte público de Lisboa)
  • Lisbon Sightseeing – Gray Line (operada pela Cityrama)

  • City Sightseeing (operada pela  Douroacima)

O Carristur opera com ônibus amarelos, enquanto a Gray Line e a City Sightseeing utilizam ônibus vermelhos. Como a Carristur é propriedade da empresa de transporte público de Lisboa (Carris), tem o seu hub principal no centro da Baixa na Praça da Figueira. As outras duas empresas têm o seu hub na Praça Marquês de Pombal, a pouca distância do centro de Lisboa.

Todas as três empresas de ônibus hop-on hop-off têm duas rotas básicas e uma série de upsells e addons adicionais. No centro das rotas de cada empresa, haverá uma rota que vai do centro de Lisboa para oeste até Belém e uma rota secundária que cobre as zonas leste e norte de Lisboa.

A empresa amarela de ônibus oferece duas rotas de ônibus, um bilhete de rota única custa € 15,00 e o bilhete é válido por 24 horas, enquanto o preço para ambas as rotas é de € 24,00. A principal vantagem dos passeios de ônibus amarelos é que seus ingressos permitem viagens ilimitadas em todos os ônibus padrão, bondes e incluem o Elevador de Santa Justa. Os passeios da Carris têm mais ônibus operando suas rotas e passam mais tempo na noite, mas o comentário deles é o mais fraco.

City Sightseeing opera os ônibus vermelhos e suas duas rotas são quase idênticas às da Yellow Bus Company. O bilhete City Sightseeing de 24 horas para ambas as rotas tem um valor melhor a € 18,00, mas eles têm menos ônibus do que Carris, o que significa que as esperas de ônibus são mais longas.

A terceira empresa são os ônibus de turismo da Grayline, que operam novamente os ônibus vermelhos, a passagem que eles oferecem é ligeiramente diferente e dura 48 horas, mas custa 20 euros. A Grayline oferece 3 rotas e é provavelmente a melhor opção para turistas com mais tempo, mas a turnê da Grayline tem menos serviços que a Carris.

Primeira vez em Lisboa?

Tem poucos dias pra ter um apanhado geral dos principais pontos turisticos de Lisboa?

Eu recomendo! Dêem uma volta completa em cada uma das linhas e depois com calma, se tiverem mais tempo, voltem para ver o que mais interessar.

Que tal?