Por quê alfacinhas?

Por quê afinal de contas os lisboetas são chamados de alfacinhas?

São várias as teorias e todas elas muito diferentes mas igualmente interessantes.

Acredita-se que durante o domínio muçulmano, entre 711 e 714,  começou-se a plantar alfaces pelas colinas de Lisboa. Na época, a planta era chamada de Al-Hassa, que acabou se transformando em Alface na lingua portuguesa.

Outra hipótese levantada deve-se ao fato da alface, que tinha fins culinários e medicinais, ter sido o único alimento que restou aos lisboetas durante um dos muitos cercos que a cidade sofreu.

Outra origem do termo, deve-se ao fato de que uma tribo do Sahara, os saharauii, se instalaram nos arredores de Lisboa e Sintra, e daí terá derivado o termo saloio, designando quem estava fora de portas da cidade e ao mesmo tempo abastecia a cidade com produtos hortícolas, como a alface. Foram os saloios quem supostamente batizaram os lisboetas de alfacinhas, por estes se passearem pelos limites da cidade com laços farfalhudos da moda, no peito das camisas. Esses laços lembarvam aos saloios as alfaces.

Outra das teorias conta que, durante o cerco a Lisboa, os lisboetas eram alimentados sobretudo por alfaces trazidas nas suas carroças pelos saloios do vale de Loures. As sopeiras, meninas da província que serviam os mais abastados, gritavam: “Chegaram as alfacinhas!”, popularizando o termo entre entre os saloios de Loures, que rapidamente começaram a tratar os Lisboetas por Alfacinhas.

Eu acho todas as hipóteses muito divertidas! E adoro o termo, não sendo pra mim de forma alguma pejorativo.

Adoro ser uma alfacinha! hehehe

alfacelisa1_143406595_1024x1024

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s